Definitivamente, o feminismo ainda é necessário.
1 jul 2021
1 Jul 2021
Partilhar
share
© Francisca Laureano

«Feminismos e Resistências» foi o tema da primeira sessão de «Conversas com a Academia», com a participação de Aixa Figin, Catarina Vieira e Josefa Pereira (artistas numa Residência Contra|o|Tempo de Linha de Fuga) , Linda Cerdeira e Tatiana Moura (investigadoras do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra).
Desde a Rádio Baixa, no final de tarde de 30 de junho, para lançar a «Conversa», usámos uma frase de Audre Lorde, escritora caribenha-americana, feminista e ativista dos direitos civis, que inspira o trabalho de Catarina Vieira. «Your silence will not protect you» foi o mote para falar de opressão numa sociedade ainda definida pelo poder patriarcal. E perguntámos: porque continuamos a debater esta questão em pleno século XXI?  Ainda precisamos de feminismos?
Numa conversa sobre vozes silenciadas, uma mulher pediu para participar e lançou a provocação da necessidade de telepatia... Os muitos casos de que se pode falar, e que são de perto e de longe, visíveis e ocultos, mostram o quanto as variáveis introduzidas por diferentes contextos sociais e políticos, alteram a condição das mulheres. Toda a sessão foi transmitida em streaming e pode ser vista aqui. Mas, e para quem não assistir, a resposta aparecer: ainda é necessário, definitivamente, ser feminista neste mundo,
«Conversas com a Academia» é uma iniciativa de Linha de Fuga que promove um diálogo entre investigações académicas e artísticas, em colaboração com o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.


share
partilhar